9.3.11

Tatuagem?

Era um dia de manhã chuvoso, daqueles que a garoa fina deixa pequenas gotas orvalhadas na cabeça de quem tem cabelo crespo e faz colar os fios no couro cabeludo das pessoas que tem cabelo liso, mas era sábado, dia de sair fazer compras, após uma turbulenta semana de trabalho e, além disso, aproveitar que o passeio seria curtido em família, isto é, a filha mais nova, o neto e o marido.
Depois de um bom café da manhã, todos se prepararam para sair e curtir o dia. O pai, um homem calmo, tranquilo, paciente, já havia ficado pronto e estava tirando o carro da garagem, junto com o neto e a filha caçula dentro do carro e aguardavam anciosamente a chegada da chefe da família, para poderem se colocar em movimento.
Enquanto ele descia a pequena rampa da garagem, eis que a matriarca aparece na porta. Com a maior classe fecha a porta, desce os grandes degraus da entrada, verifica que o portão de acesso está trancado. Sem a chave do cadeado em mãos resolve desfilar na calçada interna até a garagem, por onde sairia e aproveitaria para fechar o portão.
Quando ela surgiu vestindo uma calça jeans, uma blusa verde que combinava com o tom dos olhos, um conjunto de bolsa, sapato e cinto marrom todos os olhos de dentro do carro voltaram-se para ela e  a observaram desfilar pela pequena calçada interna de acesso a garagem, então começou a descida  na pequena rampa, que se assemelhava a um escorregador estampado, largo, permeado por dois caminhos anti-derrapantes e de repente:
- Pai, cadê a mamãe? - pergunta a filha dentro do carro.
- Ué, estava aí na frente agora mesmo. - responde ele.
http://www.flogao.com.br/
Saem todos correndo do carro e lá estava ela, sentada, tentando desesperadamente se levantar. Depois da ajuda todos riram e foram curtir o passeio.
Horas depois quando chegam em casa novamente, a filha mais velha que tinha chegado da faculdade, houve a mãe no quarto gemendo e vai verificar o que aconteceu.
- Mãe, está tudo bem? - pergunta.
- Não. - responde a mãe. Eu caí e acho que estou com a perna roxa aqui na lateral e nádegas. Pode dar uma olhada.
Então a filha mais velha, olha a perna, olha o rosto da mãe, olha a perna novamente e diz:
- Nossa mãe, que tatuagem maneira, do mapa do Brasil. - gargalhando.